PI possui 150 mil famílias aptas para receber o benefício da Tarifa Social


Segundo levantamento do setor de cadastro e faturamento da Eletrobras Distribuição Piauí, 150 mil famílias aptas no Estado não recebem o benefício da Tarifa Social, que concede descontos de até 65% na fatura de energia para famílias que estejam inscritas no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal.
O levantamento aponta que 332.852 famílias cadastradas já desfrutam do benefício no Piauí. “É um número que representa 31% dos consumidoresresidenciais da Distribuidora”, destacou o gerente de Faturamento, Glauco Rodrigues. Ele adiantou que, em municípios como Paulistana, Corrente, Canto do Buriti e Batalha, muitos consumidores estão habilitados a solicitar o benefício. Na capital, esse número pode ultrapassar 35 mil famílias que ainda não buscaram a tarifa social.
Glauco mencionou que o consumidor possui vários benefícios garantidos pela legislação e, no entanto, nem todos conhecem. Ele citou o caso do Cadastro Vital, que consiste na possibilidade de enquadramento como beneficiário da tarifa social de energia elétrica dos pacientes que utilizam aparelho elétrico vital à sobrevivência em suas residências, desde que inscritos Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal e possuam renda mensal familiar de até três salários mínimos.
Além do desconto na fatura de energia, a unidade consumidora identificada como Cadastro Vital possui avisos preferenciais e antecipados em caso de desligamentos programados na rede de energia.
O Cadastro Vital pode ser realizado nas agências de atendimento da Eletrobras mediante solicitação do responsável pela unidade consumidora ou do próprio portador da necessidade, comprovando, por meio de laudo médico, a necessidade do uso continuado de aparelhos que necessitem de energia elétrica. “Trata-se de uma obrigação legal. A empresa deve atender a demanda sempre que solicitada pelo consumidor”, explicou o gerente.
Fonte: Com informações da Assessoria
Tecnologia do Blogger.