Chuvas aumentam nível de barragens e rios; Defesa Civil entra em alerta


A defesa civil do Piauí está em alerta para o aumento do volume de água em barragens e rios do estado. As fortes chuvas das últimas semanas fizeram algumas barragens chegar a capacidade máxima de armazenamento como Mesa de Pedra, localizada no município de Valença (veja no vídeo acima), e o Açude Caldeirão, em Piripiri.
“Há um aumento no volume de água em relação ao que estava, mas nenhum dano ainda, principalmente na questão de pessoas e casas. Naturalmente a gente fica em alerta. Todos os dias nós estamos acompanhando junto aos municípios”, disse o secretário estadual da defesa civil, Hélio Isaias.
Segundo o secretário, o contato com as comissões municipais de defesa civil é constante, principalmente em cidades que margeiam os rios Parnaíba, Poti e Longá.
“Ainda não há nenhum comprometimento comprovado de algum dano, nem na parte estrutural e nem de risco de famílias. Estamos em contato com as comissões municipais de defesa civil e elas nos repassam relatórios, principalmente nas cidades mais ribeirinhas que margeiam o Parnaíba, Poti, Longá. Estamos fazendo o acompanhamento”, destaca.
Seca
Dos açudes que estavam praticamente secos no Piauí, nenhum pegou água suficiente ainda para sangrar. “Os reservatórios que precisam realmente de água para consumo humano ainda não estão perto de sangrar, mas melhoraram um pouco. No açude Joana, por exemplo, já entrou um pouco de água, o Petronio Portela também. Estamos rezando todo dia para chover mais”, disse o gestor.
O açude Joana fica localizado em Pedro II, no norte do Piauí. Já a barragem Petrônio Portela foi construída no município de São Raimundo Nonato.

Tecnologia do Blogger.