Brasileira será beneficiada com o Programa Piauí Conectado


O Governo do Estado assinou  o contrato da PPP Piauí Conectado, nesta terça-feira (5),  no Palácio de Karnak. Com essa Parceria Público Privada, será viabilizada, por meio da rede de fibra ótica, a oferta de internet de maior qualidade aos órgãos da administração pública estadual, aumentando a capacidade de atendimento às demandas dos cidadãos e prestando serviços com mais eficiência e celeridade.
Essa PPP tem como objetivo a construção, operação e manutenção de infraestrutura de transporte de dados, voz e imagem, incluindo serviços associados para o governo do Estado do Piauí. Durante 30 anos, serão investidos pela concessionária R$ 211 milhões. Eestes, R$ 165.323.457,29 serão utilizados em obras nos dois primeiros anos de contrato para implantação de 5.000 quilômertos da rede de fibra ótica em todo o Estado e instalação de 1.500 pontos de internet.
Através do Piauí Conectado, 96 municípios serão atendidos diretamente pela rede de fibra ótica, o que permitirá o acesso à informação a aproximadamente 2,4 milhões de pessoas em todo o Piauí, o que corresponde a 80% da população.


Além de fornecer conectividade à administração pública do estado, o projeto prevê a instalação de pontos de acesso livre (hotzones) em todos os municípios abrangidos pelo projeto, garantindo o acesso da população à internet de qualidade e de forma gratuita. Com o sinal de comunicação digital instalado em praças e orlas, a população das cidades poderá se conectar à internet pelo sistema wi-fi. 
O Governo do Estado conta hoje com 630 pontos de internet e paga R$ 7.090,00 por ponto. Com a PPP, o Estado terá 1.500 pontos de internet pagando R$ 2.788,04 por ponto. A PPP só é viável para o Estado, quando os custos são menores quando comparados a um contrato convencional de prestação de serviço.
A PPP Piauí Conectado proporcionará a universalização da Educação, através de metodologia de ensino padrão com o apoio de conteúdo digital e ensino a distância; modernização do atendimento à saúde, através de recurso de telemedicina, levando a todos os pontos do Estado os mesmos recursos na realização de consultas, exames e prevenções que os disponíveis na capital; melhoria da segurança pública através da prevenção e no combate à redução da criminalidade através de monitoramento, vídeo vigilância com utilização de Câmeras e Software; a adoção de melhores e mais eficientes sistemas, controles e softwares que permitam desburocratização e maior rapidez no atendimento das informações para a população e na maior eficiência do gerenciamento e controle do Estado, através de implantação de uma Rede Estadual de Telecomunicações que venha a dar a necessária sustentação e suporte.
O acesso à banda larga é um dos fatores preponderantes para acelerar o desenvolvimento social e econômico de um Estado, além de melhorar a qualidade de vida, gerar emprego com maior qualificação e incrementar o Produto Interno Bruto (PIB).
Essa PPP além de modernizar, significativamente, a forma de prestação de serviços do Estado, melhorará a qualidade da relação dos órgãos públicos com os cidadãos,  garantindo, e, através da conectividade, ampliará o acesso à informação. 
Fonte: PortalAZ
Tecnologia do Blogger.