TRE julga improcedente mais uma ação que pedia a cassação da Prefeita de Brasileira


Na tarde desta terça-feira, 11 de dezembro, o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE) manteve a decisão da 11ª Zona Eleitoral de Piripiri que julgou improcedente a AIME (Ação de Impugnação de Mandato Eletivo) impetrado pela advogada Carmen Gean Veras de Meneses, derrotada nas eleições de 2016, que alegou  abuso de poder econômico e político por parte da Prefeita de Brasileira Paula Miranda Amorim Araujo e seu Vice-Prefeito Amarildo de Sousa Melo, por conta da realização de obras de asfaltamento e reforma da Estação Ferroviária, recursos estes destinados pelo governo do estado do Piauí. 

Por 5 votos a 1 a corte julgou a ação improcedente mantendo os mandatos de Paula Araujo e Amarildo Melo. Embora com o voto contrário do relator do processo proferido pelo Desembargador Pedro de Alcântara da Silva Macedo, os advogados Carlos Douglas e Horácio Lopes Neiva que fizeram a sustentação oral  em favor dos gestores brasileirenses, conseguiram reverter os votos dos demais membros  da corte eleitoral em Teresina.

A decisão em primeira instância favorável, foi proferida pela juíza Maria do Rosário de Fátima Martins Leite da 11ª Zona Eleitoral de Piripiri que agrega o município de Brasileira.

Foto: Elisângela Régia

Tecnologia do Blogger.