Responsive Ad Slot

Últimas

latest

Protestos pela educação são registrados em várias cidades do país

Em Brasília, estudantes e lideranças indígenas se concentraram na Esplanada dos Ministérios. Não houve registro de confrontos

terça-feira, 13 de agosto de 2019

/ por Portal Brasileira

A mobilização dos protestos a favor da educação e contra os cortes do governo federal no setor, convocados por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes),começou logo na manhã desta terça-feira. Segundo o G1, 38 cidades de 17 estados e do Distrito Federal registraram atos até às 12h30. Os manifestantes também se opõem à reforma da Previdência proposta pelo Governo Jair Bolsonaro, que atualmente tramita no Senado Federal.

É a terceira mobilização a nível nacional contra o contigenciamento de verbas anunciado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. O primeiro, em 15 de maio, mobilizou a sociedade civil em pelo menos 222 municípios em todos os estados, incluindo o Distrito Federal. O segundo,no dia 30 do mesmo mês, ocorreu em ao menos 136 cidades de 25 estados e o DF.

Em Brasília, estudantes e lideranças indígenas se concentraram na Esplanada dos Ministérios. Não houve registro de confrontos. A pedido do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), chefiado pelo ministroAugusto Heleno, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou o uso da Força Nacional para proteger a Esplanada. A portaria autoriza, ainda, que a permanência dos agentes seja prorrogada mediante necessidade.
O trânsito está parado na Esplanada, por conta das manifestações. O sindicato dos professores do DF convocou a categoria para aderir ao movimento. No início da manhã, antes das 7h, três faixas da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB) foram ocupadas por manifestantes. Pneus também foram queimados. O ato causou intenso engarrafamento, mas o trânsito foi liberado às 9h.

Sudeste

No estado de São Paulo, alunos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) realizaram um protesto em Piracicaba, no interior paulista. Em São Carlos, a cerca de 240 quilômetros da capital, estudantes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) também realizaram uma passeata.Campinas, Salto e Sorocaba também tiveram manifestações.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seleções do editor
© Todos os direitos reservados
Feito com por AF Design