Em medida extraordinária assinada pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, fica proibido a pesca de três espécies de camarão na divisa do Piauí com o Ceará em virtude das manchas de óleo que atinge todo o litoral nordestino. A data de proibição vai de 1º de novembro a 31 de dezembro deste ano e as espécies que não podem ser retiradas do mar são: camarão branco (Litopenaeus schmitti), camarão rosa (Farfantepenaeus subtilis e Farfantepenaeus brasiliensis) e sete barbas (Xiphopenaeus kroyeri).
A medida impede ainda o transporte, estocagem, beneficiamento, industrialização e comercialização dos camarões de espécies proibidas.
A norma foi publicada no Diário Oficial da União, e ainda proíbe a pesca de camarão na divisa da Bahia e Espírito Santo, e divisa de dois municípios na Bahia. A lagosta vermelha também está proibida de ser pescada na divisa de Pernambuco e Alagoas.

Seis praias do litoral piauiense foram atingidas pelo óleo que ainda tem origem desconhecida. Atalaia, Peito de Moça, Coqueiro, Arrombado, Cajueiro da Praia e Pedra do Sal, são as praias afetadas.
"A SEMAR tem realizado monitoramento nas praias quanto à presença do óleo, mas inicialmente a gente quer orientar aquelas pessoas que desejam utilizar a praia, que verifiquem se tem alguma ocorrência de mancha de óleo, caso tenha, é recomendado que o banhista não utilize o mar e se afaste da mancha, pois trata-se se um produto perigoso que pode provocar alguma reação alérgica", disse.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Brasileira