A relação entre o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e os governadores do Nordeste voltou a ficar tensa. Neste sábado, os gestores estaduais da região assinaram carta de repúdio às declarações do presidente contra o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). O governador Wellington Dias (PT) foi um dos que assinou o documento. 
A polêmica teve início após Bolsonaro usar as redes sociais para criticar o governador. O presidente afirma ser o autor do projeto de 13º salário do Bolsa Família. Porém,  Pernambuco já havia aprovado projeto estadual semelhante em abril. 
“A desonestidade ainda persiste na política. O espertalhão da vez agora é o Governador de Pernambuco, do PSB”, escreveu o presidente.
Paulo Câmara reagiu e também usou as redes sociais para responder.  “Em 26 de agosto de 2018, na campanha para reeleição, anunciei que todos os beneficiários do Bolsa Família em Pernambuco receberiam uma 13ª parcela, paga com recursos do tesouro estadual. Semelhante proposta foi apresentada pelo candidato Bolsonaro mais de 40 dias depois”, disse.
Assinaram a carta de repúdio Wellington Dias (PT/PI), Rui Costa (PT/BA), Renan Filho (MDB/AL), Camilo Santana (PT/CE), Flávio Dino (PCdoB/MA), João Azevedo (PSB/PB), Fátima Bezerra (PT/RN) e Belivaldo Chagas (PSD/SE). 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Brasileira