Uma jovem foi encontrada morta dentro da Igreja Evangélica Tenda da Libertação, localizada na Candangolândia (DF), nessa segunda-feira (06/01). A vítima foi identificada como Larissa Francisco Maciel, 23 anos. As informações são do Metrópoles.
Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a causa da morte ainda é desconhecida. 

O caso, investigado pela 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante), foi registrado como feminicídio. Em nota, a PCDF explicou que a unidade policial está cumprindo o novo protocolo de investigação, que determina que “toda morte violenta de mulher no Distrito Federal seja tratada como motivação de violência doméstica e menosprezo ou discriminação à condição de mulher”.
Se confirmado, será o primeiro feminicídio de 2020 no Distrito Federal. A Igreja Evangélica funciona sob uma lona na Candangolândia.
Vizinhos surpresos
Ao Metrópoles, vizinhos relataram espanto com a notícia da localização do cadáver. O casal Carlos Araújo, 44, e Marnúbia Pires, 33, mora em frente à tenda que serve como igreja e afirma não ter observado “nenhuma movimentação que chamasse atenção na madrugada do crime”. “Ouvi só um barulho, pensei que era um gato entrando na casa. Nem olhei pelo portão”, disse a mulher.

Araújo afirma que um culto evangélico havia sido realizado no local algumas horas antes. “Todo domingo, o culto acaba por volta das 20h. Não vi nada demais depois”.

Jovem estava nua em no altar
Segundo informou o G1, a polícia, a jovem estava nua e foi encontrada por um diácono da igreja. Primeiro a suspeita era de morte natural, mas os investigadores encontraram sinais de queimaduras nas partes íntimas e nas roupas da mulher, além de marcas de estrangulamento. Um tio da jovem disse que pouco antes da jovem ser encontrada morta, ela foi vista com um homem em um posto de gasolina da região.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem