O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de São João do Piauí, instaurou um procedimento administrativo para apurar o corte irregular na casa de uma idosa no município pela Equatorial.

A denúncia foi feita pelo filho da idosa, que comunicou que  no dia 20 de novembro de 2019 uma equipe da Equatorial realizou uma inspeção no bairro em que reside, em busca de irregularidades e que foi apresentada a sua mãe, de 64 anos, uma notificação para que assinasse, por três funcionários, sob a ameaça de suspensão do fornecimento de energia elétrica.

Diante da recusa, o serviço de energia elétrica foi interrompido, sem ter noção do ocorrido, afirmando que seus talões encontravam-se em dia e por acreditar que não existam irregularidades nas instalações elétricas de sua residência.
O promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa determinou uma série de procedimentos para apuração do caso, que gerou muita revolta na cidade.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem