O prefeito de Diadema (SP), Lauro Michels (PV), chorou após denunciar, durante entrevista à TV Bandeirantes, aumento de preço abusivo de até 4.500%  no preço de máscaras hospitalares em meio à epidemia do novo coronavírus.
Segundo o prefeito, o material, que era comprado pelo município pelo preço de R$ 0,11 a unidade há um mês, hoje custa R$ 5. “É uma vergonha o que as empresas de máscaras, as empresa fornecedoras de EPIs (equipamento de proteção individual) da saúde estão fazendo com o mercado da saúde”, disse Michels.
O prefeito ainda reclamou do presidente Jair Bolsonaro “não fazer nada pelos prefeitos”e ainda disse que todos estão “desesperados”. Estamos passando um caos. É um crime com a nação. Estou envergonhado de ser brasileiro”, desabafou Michels.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem