Os professores Luc Montagnier, Jean-Claude Chermann e Françoise Barre-Sinoussi, em seu laboratório do Instituto Pasteur em Paris, em 25 de abril de 1984 - AFP/Arquivos

Diferentemente do que divulgaram as autoridades, o novo coronavírus foi fabricado artificialmente em laboratórios chineses, provavelmente no segundo semestre de 2019, diz Luc Montagnier, prêmio Nobel de Medicina de 2008.

O cientista francês diz que “o laboratório da cidade de Wuhan é especializada nesse tipo de vírus, o coronavírus, desde o começo dos anos 2000. Eles têm expertise com isso. Isso me fez olhar de perto a sequência de RNA do vírus. Fiz essa análise, assim como o matemático Jean-Claude Perez, especialista em biomatemática”.

Ao analisar os detalhes da sequência um grupo de pesquisadores indianos publicaram uma pesquisa com o gene completo desse coronavírus que demonstrava que ele incluía sequências de um outro vírus. Isso foi uma surpresa para mim, pois era exatamente o HIV.”
Ele nega que possa ser uma mutação de algum paciente de Aids. Afirma que ele necessariamente foi fabricado em laboratório a partir de um outro vírus.
“A história que veio de um mercado de peixes é uma lenda.” Montaigner especulou que os chineses estavam desenvolvendo uma vacina contra a Aids, e usaram um coronavírus para isso. O coronavírus causador da Covid-19 teria então sido desenvolvido por acidente, e se espalhou.
Ele fez essa declaração ao boletim Frequénce Médicale. O assunto ganha mais gravidade porque as autoridades chinesas têm coibido a divulgação de pesquisas sobre a origem do vírus, o que despertou dúvidas entre os cientistas.
Fonte e Foto: ISTOE

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem