O governador Wellington Dias (PT) confirmou nesta segunda-feira (22) a prorrogação do decreto de isolamento social, que vence hoje. Ele estendeu a quarentena para o dia 6 de julho. 

Wellington Dias divulgou a sétima pesquisa sorológica que constatou o aumento da taxa de transmissão do vírus no estado. O índice saiu de 1,3 para 1,5, segundo o Instituto Amostragem.

Segundo o governador, o número de infectados passou de 134 mil para 334 mil no Piauí. De acordo com a pesquisa caiu o número de óbitos. Antes era 50%, atualmente ficou em 34%. O governador atribuiu a redução ao programa Busca Ativa, o monitora covid-19 e o trabalho das barreiras. 

O Governo do Piauí informou que "a pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 20 de junho, com 4.009 pessoas de 11 municípios no Piauí, no qual 412 testaram positivo para a doença. A estimativa de pessoas infectadas para o Piauí é de 336.386, dessas, cerca de 111 mil ainda estão transmitindo o vírus. Se antes 10 pessoas infectavam 13 outras pessoas, agora 10 pessoas estão infectando 15" 

A pesquisa estima ainda que a população piauiense que já entrou em contato com vírus passou de 4% para 10%, isso acarretou um crescimento de 2,5 vezes em apenas uma semana, afirma o Governo.

"Quero apresentar aqui a decisão, com base nessa situação: houve crescimento no nível de pessoas com coronavírus. Houve crescimento, proporcionalmente menor, mas cresceu, na transmissibilidade. E, em razão disso, a gente está prorrogando o decreto com as medidas restritivas até o dia 06 de julho, com uma avaliação de uma reunião já marcada para o dia 29 de junho, próxima segunda-feira", disse o governador. O Governo continua com os estudos com a flexibilidade de novas atividades econômicas. 

Wellington Dias ressalta que mantém as medidas já adotadas no programa  pacto pela retomada organizada de novas atividades econômicas no Piauí na área da Covid-19, completando os procedimentos para a saúde. "Teve um entendimento com os municípios para o funcionamento de consultórios e clínicas que ampliam as condições, inclusive de participar do Busca Ativa, da regulação, evitando a importação do coronavírus, garantindo as condições de tratar de outras doenças". 

Sobre os leitos, o governador destacou que no dia 30 de março o Piauí só possuía 30 leitos para pacientes graves com Covid-19. Hoje, o número foi ampliado para 469 leitos. "Os leitos não são só cama, são equipamentos, medicamentos, insumos. É um momento bastante delicado porque há falta de insumos no mercado". 

"Nós fechamos o dia de ontem (domingo, 21) com 66% dos leitos para pacientes graves ocupados e 33% livres, mais ou menos 120 leitos livres contra mais ou menos 290 leitos ocupados".

Regiões

O governador também destacou a doença por regiões: "mais ao Sul, Floriano, Oeiras, Picos, região de São João do Piauí, São Raimundo Nonato e Bom Jesus, estamos com crescimento de adoecimento menor, cujo os primeiros municípios dessa região aderiram ao programa Busca Ativa".

Para o Norte, "a gente tem crescimento no número de casos com coronavírus.  A região de Valença, Água Branca, Amarante em direção a Teresina; a grande Teresina, Dermeval Lobão, Altos, União, Miguel Alves em direção Barras, Luzilândia. Esperantina e Batalha, bem no meio dessa região, que aderiu mais atrás ao Busca Ativa, já teve uma melhora nas suas condições de funcionamento".

"Cresceu também no outro lado: Campo Maior em direção a Piripiri, Pedro II, em direção a Parnaíba, Buriti dos Lopes, Luís Correia, Cajueiro da Praia. Ou seja, são regiões que agora voltamos todas as nossas atenções porque essa situação aumenta o adoecimento, aumento o óbito".

Pegando o exemplo de Parnaíba, o governador diz que "a desobediência leva a uma consequência: o aumento de pessoas doentes, aumento de pessoas graves que precisam ser tratadas com internação, que joga pressão por leitos de UTI  e também o aumento de óbitos. A média de óbitos nessa região é bem maior do que a do Piauí: a do Piauí é 14 para 100 mil e nessa região é 32 para 100 mil. O apelo que a gente faz de seguir os regramentos é para perder vidas humanas ".   

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem