https://drive.google.com/uc?export=view&id=1CgXitr8kCrARmJ5-6vXWgZ17Pbh1mFOG
Procuradoria Geral da República(PGR) denunciou ao Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (9), a deputada federal Iracema Portella (Progressistas) por suspeita de peculato e associação criminosa em um esquema de ‘rachadinha’ com um servidor da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A informação foi antecipada pelo site O Antagonista.

A acusação aponta que Rogério Cavalheiro, indicado pela parlamentar piauiense para o cargo de assessor de gabinete do deputado distrital Cristiano Araújo (PSD), era obrigado a repassar parte do seu salário a deputada, que se manifestou por meio de nota à imprensa.

“A deputada federal Iracema Portella recebeu com surpresa a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República, já que se trata de fatos inconsistentes. Entretanto, afirma que está tranquila e reafirma sua confiança na Justiça, que deverá revelar a verdade”, comunicou a assessoria.

O caso veio a público no ano passado, quando uma operação de busca e apreensão, realizada pela Polícia Federal na casa do senador Ciro Nogueira (Progressistas), com quem era casada na época, encontrou provas materiais de um possível envolvimento no esquema fraudulento

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Brasileira