https://drive.google.com/uc?export=view&id=1FjVdakW3M2Osx8JEWTovqzg8K3I41NFB
Um estudo assinado por cientistas de universidades dos Estados Unidos e da Alemanha publicado na prestigiada revista científica Nature nesta quarta-feira, 15, aponta que foram identificados potentes a Covid-19. A doença já infectou 1.926.824 pessoas no Brasil e levou 74.133 à morte. 

A análise inicial com roedores apontou que as imunoglobulinas COV2-2196 e COV2-2130 foram capazes de reduzir a carga viral, perda de peso e inflamação nos pulmões dos bichos. O resultado foi classificado  como “promissor” com o uso dos anticorpos em combinação ou separados. O estudo leva em conta imunoglobulinas humanas com performance considerada “potente” para a o atual uso. 

Outro ensaio, com macacos rhesus, apontou que os anticorpos evitaram a contaminação pelo vírus nos primatas. O documento ressalta que as descobertas podem ser de grande valia para o desenvolvimento de vacinas e imunoterápicos. Fonte: Veja

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Brasileira