A Rússia anunciou nesta terça-feira, 28, que poderá ter uma vacina contra a covid-19 aprovada em apenas duas semanas. As informações são da CNN.

Segundo a emissora, as autoridades russas disseram que esperam começar a distribuição para a população em 10 de agosto. A expectativa anterior era que a vacina começasse a ser produzida em setembro.

Os próprios cientistas estariam se voluntariando para testar a imunização. Alexander Ginsburg, diretor do Instituto Gameleya, confirmou ter injetado a vacina em si mesmo.

De acordo com as autoridades russas, o país espera produzir até 200 milhões de doses até o fim do ano —dessas, 30 milhões seriam exclusivas para a Rússia.

A emissora afirmou que não conseguiu verificar a segurança e a eficácia do medicamento. A Rússia não divulgou dados científicos sobre os testes, disse o veículo. A CNN diz ainda que há preocupações de que o teste em humanos ainda esteja incompleto.

De acordo com acompanhamento do Milken Institute, 199 vacinas estão em desenvolvimento, e 19 estão em testes clínicos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem