A gratuidade a idosos no transporte coletivo de Teresina voltou a valer nesta quinta-feira (20) após liminar da 2ª Vara do Feitos da Fazenda Pública. A decisão acatou ação civil ajuizada pela Defensoria Pública do Estado do Piauí. O benefício havia sido suspenso pela Prefeitura de Teresina, como forma de garantir o isolamento social aos idosos, que fazem parte do grupo de risco da Covid-19. 

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) orienta que os idosos permaneçam cumprindo o isolamento social e seguindo as recomendações das autoridades de saúde, uma vez que estão mais suscetíveis a complicações do novo coronavírus. 

"Fomos notificados ontem (19). No início da pandemia tínhamos cerca de 3.500 usuários idosos se utilizando do sistema. Para protegê-los dessa pandemia tomamos essa atitude no início da quarentena. Esperamos que os idosos que circulem no transporte o façam por estrita necessidade de locomoção, uma vez que o transporte público ainda favorece a disseminação do vírus e ainda não temos vacina", ressalta o superintendente da Strans, Weldon Bandeira. 

Ele acrescenta que a demanda pelo transporte público em Teresina caiu bastante desde o início da pandemia e que a oferta vem sendo adequada de forma lenta.

"Antes da pandemia tínhamos cerca de 220 mil usuários se utilizando diariamente do transporte público. Esse número chegou a 5% dos usuários e uma frota de 22%. Hoje estamos com 30% da frota atuante, pouco mais de 120 ônibus, sendo reforçado no horário de pico. Os pontos com aglomeração estão sendo monitorados diariamente para que haja reforço nas linhas", disse Bandeira. 

 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Brasileira